LOADING 0%
  • Segurança COVID-19 - Use uma máscara. Teste de temperatura e gel para as mãos na chegada
  • |
  • Horário de funcionamento: Seg 8h às 19h • TER 8h às 19h • QUA 12h às 19h • QUI 8h às 19h • SEX 9h às 16h • SÁB 11h às 16h • DOM FECHADO
  • |
  • Segurança COVID-19 - Use uma máscara. Verificação de temperatura e gel de mão na chegada
  • |
  • Horário de funcionamento: Seg 8h às 19h • TER 8h às 19h • QUA 12h às 19h • QUI 8h às 19h • SEX 9h às 16h • SÁB 11h às 16h • DOM FECHADO
  • |
  • Segurança COVID-19 - Use uma máscara. Verificação de temperatura e gel de mão na chegada
  • |
  • Horário de funcionamento: Seg 8h às 19h • TER 8h às 19h • QUA 12h às 19h • QUI 8h às 19h • SEX 9h às 16h • SÁB 11h às 16h • DOM FECHADO
Preciso de uma consulta?

PREOCUPADO COM UM AMIGO?

15.12.20 Leitura de 5 minutos

Pode ser perturbador e confuso quando alguém com quem amamos ou partilhamos um espaço está a usar chems problemáticamente. Todos podemos ajudar, sendo bondosos e atentos aos desafios complexos que estão a viver. Mas mesmo ser gentil pode ser um desafio, quando os nervos estão desgastados e a paciência está gasta. Às vezes há uma linha ténue entre ajudar e permitir.

Se eles estão a pedir ajuda, a melhor coisa a fazer é apontá-los na direção do apoio profissional. Pode ser o nosso serviço de apoio à quimioterapia. Pode ser a clínica de saúde sexual preferida deles ou o serviço local de drogas e álcool. Existem riscos significativos e comportamentos psicológicos complexos envolvidos, pelo que é melhor deixar para os profissionais de saúde. Não faz mal explicar isso a uma pessoa que te pede para as ajudar. Se houver perigos imediatos, a coisa certa a fazer seria contactar os serviços de emergência ou a polícia.

Às vezes não há nada que possamos fazer e é uma realidade difícil. Se alguém não está a pedir ajuda, ou a recusar, se a sua utilização parece ser auto-prejudicial, mas não suficientemente extrema para chamar os serviços de emergência ou a polícia, então há muito pouco que possa fazer.

Não faz mal protegeres-te do caos que te podem estar a causar. Não faz mal recusar-se a ajudá-los se a tua paciência estiver esgotada. Ser limite é sempre uma coisa boa, e comunicar limites não significa que não os ame; Não quer dizer que não te importes. São apenas limites, e quaisquer que sejam os limites que estabelece, por mais rigorosos que sejam, têm direito a eles e são válidos. Seja gentil e amoroso se for capaz; ser limite e apontá-los na direção da ajuda profissional. É a coisa certa a fazer.

E cuide de si mesmo. Modelo de autocuidado para eles, isso é muito útil. Se precisa de apoio emocional, procure-o. E se precisar de apoio ou conselhos, visite o site da ADFAM que tem algumas dicas muito práticas.

AJUDA E CONSELHOS